domingo, 31 de outubro de 2010

Fazer poesia é fácil,
Difícil é fazer amor.
Fazer poesia é brincar com as palavras,
rimar,
dar som as letras.
E pra fazer amor?
A poesia vem com o vento
e pra tranbordá-la é necessário apenas
de um objeto capaz de escrever.
Escreve-se em papéis, livros, árvores, na areia da praia...
E pra fazer amor?
Faz-se amor na cama, na lama, na mesa, na sala, no chão...
Mas não falo desse amor...e sim daquele amor de alma para alma
Qual a receita para o amor?
Se não vem com o vento,
Se não trata-se apenas de rimar?

Se não há letras e nem lápis capaz de juntar corações?

Difícil é fazer amor!

7 comentários:

  1. Que lindo *-8 E realmente, é muito mais fácil escrever do que fazer algo que realmente importe para outra pessoa.

    ResponderExcluir
  2. Realmente, difícil é fazer amor, juntar dois corações, isso é díficil

    ResponderExcluir
  3. Concordo, amar não tão simples quanto fazer amor!
    vai muito além... aah que bom amar! Rodrigo Araújo <3

    ResponderExcluir
  4. Olha muito bom mariana! Legal eu ter vindo aqui no início, bem no início mesmo! Mantenha a gente atualizado!

    ResponderExcluir
  5. Mariana Fagundes, sempre encantando com as suas palavras... e de onde vem tanta inspiração? :D realmente, fazer amor é muito díficil... a velha história "a teoria, se difere da prática" falar de amor SIMPLES,e todos podem falar e fazer amor?? huum -dom de poucos tenho certeza!

    ResponderExcluir