sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Sara


Rezei baixinho naquele dia:
- Senhor, Sara essa dor. - E continuei chorando baixinho. Aquele choro íntimo do qual só quem podia fazer parte e compartilhar era Ele.
Respondeu-me com a vida e deixou um bilhete em cima da prateleira na calada da noite. O bilhete explicava-me o quão proveitosa e longa seria minha vida. Aceitei, ergui a cabeça...De certa forma estava curada, mas a dor às vezes vinha sorrateira de madrugada, aquela dor fina que agonia e desespera. E eu sempre repetia: "- Senhor, Sara essa dor!"
Durante aquelas semanas, essas minhas palavras viraram uma oração que era sempre repetida. Ele começou a me dar sinais de cura em palavras, gestos, amigos... e finalmente ela. Embrulhada em papel de seda, Ele entregou-me na noite de Natal a pessoa que viria me Sara[r]. Pequena, sorriso de criança, olhos envergonhados, coração dolorido, desconfiada, ciumenta...encaixou-se perfeitamente nos meus braços.
Desde então eu vivo leve. És meu primeiro pensamento ao abrir os olhos, meus sonhos...és a voz doce que gosto de ouvir. A incerteza que gosto de acreditar. A saudade boa de sentir. A pessoa que não deixa meu coração calar.

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Adeus ano velho, Feliz ano novo!!!

Eu queria fazer esse post no último dia do ano, mas meu dia tá tão cheio amanhã que não sei se vou ter tempo...Vou deixar de lado as poesias e melodramas nesse post de hoje, e falar sobre o meu 2010.
Essa época do ano sempre me deixa muito feliz, família reunida, sonhos brotando. Aquela velha história de renovar-se a cada ano que passa. Estou cheia de ideais para 2011. Mas vamos ao 2010, uma retrospectiva desse ano cheio de surpresas. 2010 f0i o ano em que eu mais amei, comecei o ano amando e terminei amando, e surpreendentemente fui correspondida todas as vezes. 3 namoros, 1 paixão intensa que não teve espaço pra ir em frente. Algumas puladas de cerca =x mas isso a gente deixa in off :)
Ah, 2o10 foi o ano das grandes amizades, aquelas que grudam na pele como tatuagem (aliás, foi o ano em que fiz outro desenho desses, rs) . Conheci muitas pessoas esse ano, e todas maravilhosas... algumas vindas de tão longe. Fiz pequenas viagens, mas foram enormes em questão de sentimentos. Tive o prazer de trabalhar com a lei Maria da Penha, na qual me dedicarei muito mais em 2011. Ah, esse ano eu pulei, dancei, beijei,gritei, me stressei, amei, chorei... foi tão bom! Fiz algumas coisas que não deveriam ser feitas, mas é preciso adrenalina na vida. Gosto de me arriscar e pular do precipício! Esse foi o ano dos livros, das músicas, dos filmes... O ano da casa nova, do carro 0 km que continua 0 km, rs. Foi o ano das fotos, da quebra de barreiras, dos problemas que peguei pra mim... O ano do telemarketing ( me matem por isso). Foi ano que o Sérgio nasceu *--* O ano que se formou um vinculo entre 4 pessoas que se despediram hoje nas ladeiras de Olinda: Dora, Glenda, Karol e eu. (Seremos sempre nós em qualquer lugar do mundo). Foi o ano que eu tive a terrível ideia de fazer faculdade de turismo :O mas já desfiz e agora regresso pra jornalismo *-*
O ano do meu piercing... O ano dos grandes shows: The cranberries, Isabela Tavianni, Ana Carolina, Mombojó, Natihuts, Maria Bethânia, Jota quest... O ano das figurações em "Era uma vez Verônica" e "Paraísos Artificiais". Não foi esse ano que Marina Silva ganhou as eleições, mas eu não perco a fé (yn). O ano em que perdemos o grande escritor português José Saramago.


Enfim, pra fechar com chave de ouro esse ano que foi cheio de grandes surpresas , eu conheci alguém que tirou os meus pés do chão e que tá tão longe de mim agora, que chega dá um aperto no meu coração... E eu espero tudo de melhor pra nós em 2011 meu amor (L)'

Eu espero um mundo melhor, espero mais consciência ambiental, menos maldade... Espero por grandes viagens, "beijos sinceros de amor", realização em todos os sentidos. Espero o que há de melhor pra todos os que amo e até para os que não conheço ( mas esses eu espero ainda conhecer numa dessas esquinas da vida). UM FELIZ 2011 PARA TODOS!!!

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Com amor, sem título

Meus olhos grávidos dos teus
a ponto de sentir o pulsar do seu coração
aqui dentro de mim
Em algum lugar que ninguém chega
de tão intimo que é
Mas a chave que abre essa porta em mim,
essa chave que eu enterrei em algum lugar tão fundo
foi encontrada por você em um sonho qualquer
em que nossos caminhos se cruzaram.


Obs.: como eu tinha dito, vou aos poucos resgatando os textos do meu outro blog pra cá... esse foi feito em março de 2010. Mais uma vez gostaria de agradecer aos seguidores e os comentários, sejam sempre bem-vindos ao meu mundo. Beijos =*

Saudade

É verão,
O céu demora a escurecer.
São quase 18hrs,
O sol já se foi,
Mas ainda resta aquela fresta de luz
Que clareia as nuvens
E nos deixa presos ao dia.
Lá fora o calor é tanto
Que mal vejo as folhas balançando,
Aqui dentro faz frio
O que aquece são as vozes persuasivas
Que rolam pelos cantos.
Passei boa parte do tempo lembrando dos nossos risos.
Sinto-me realmente pequena quando penso em você
Como uma criança descobrindo o mundo.
Eu sei que a fase já não é bem essa,
Já passou!
Sou mulher, sou responsabilidade.
Mas pensar em você me lembra
Os sonhos realizados de criança.
Me passa segurança e ao mesmo tempo me amedronta.
Queria você agora.

domingo, 26 de dezembro de 2010

Sem título II

As estrelas brilham de novo
Intensamente
Como os nossos olhares grudados.
Dentro do meu quarto, na minha cama, repousa metade de mim
Aquela outra parte ficou aí,
No banco do teu carro,
Nas nossas conversas,
Nos teus lábios, na tua roupa, no açaí que tomamos ontem...
Ficou sentada na varanda conversando com tua mãe.
Veio comigo o teu cheiro, o som da tua voz, o teu sorriso lindo, teu olhar radiante.
Me amedronta a distância,
Mas já não importa o "pra sempre"
O que importa é a intensidade.
Abro os olhos pra realidade, mas até ela é doce.
Espero você!




domingo, 19 de dezembro de 2010

Inocência


Ergueu aquele pedaço de palha e disse:
"- Vou matar o mundo"
"É uma criança" (pensei) Essa é a imagem que se forma na cabeça das crianças hoje em dia. É o que os jornais anunciam todos os dias: morte! Não a morte que vem pela idade ou pela doença, a morte fria, calculada...que se faz da pólvora, do aço, do ferro...das formas mais cruéis de se falar de morte.
"-Você não pode dizer que vai matar o mundo Paulinho, é feio! É errado! Você tem que salvar o mundo, ele vai precisar de você...como o superman." - falei em tom sério.
Olhou-me como se tentasse assimilar minhas palavras. É um garoto de olhos negros, sorriso aberto, 3 anos... é a pessoa mais importante do mundo pra mim, depois da minha mãe.
"- Eu vou salvar quando eu crescer, né? Quando eu tiver asas, voar e tiver um capacete."


(Quem nunca pensou em salvar o mundo? Cultive nas crianças aquilo que a sociedade mata dentro delas. ☮)

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Conversa íntima (Beija-flor)


"- Sim, eu tô bem!" Talvez você não esperasse por isso, não tão rápido. Sou surpreendente! Dou uma volta de 360º em mim e nos meus sentimentos em menos de uma hora. Tirei sua foto da parede, não há cabimento olhá-la todos os dias...
Penso nos meus amigos na maior parte do tempo, nas outras horas eu batalho muito e me enlaço nos braços dele. Eu descobri que não te amo mais. Foi forte no começo, foi bonito, mas quero pensar que acabou nos 2 meses depois disso cada um seguiu pra um lado. É, não foi legal! Machucou. Isso me faz ter certeza que não volto mais atrás e que agora vou voltar a ser a menina que não lhe encara e nem lhe toca. Não quero cobrar nada, também tive minhas aventuras e devo confessar que elas foram bem intensas, uma delas virou paixão e eu tentei lutar de todas as formas contra pra não te magoar... mas foi você que beijou alguém primeiro e que se deitou com alguém primeiro, foi você que colocou alguém entre nós. Deus sabe o que faz! Foi bom pra mim, é o primeiro relacionamento que eu tive que posso dizer: sair limpa! Eu não vou ter o peso na consciência que tenho com Héllade, por também ter feito mal a ela e achar que a culpa foi minha. Isso não nos cabe! Eu dei tudo de mim, me engoli. Aprendi também a não contar mais o tempo...em 15 anos pessoas casam, tem filhos, se formam... em 15 anos pessoas continuam estacionadas em um presídio. Em um dia uma pessoa vira bilionária e outras voltam estressadas pra casa. O tempo é um pra cada um. Não vale contar dias, nem horas, vale viver!
Guardei de você as boas lembranças, as ruins estou juntando numa mala e vou mandar queimar. Durante esses meses eu esqueci das coisas que eu me lembrei por toda vida:
1-A vida é uma roda gigante, horas em cima, horas embaixo...a melhor coisa a se fazer é aproveitar as horas que se pode tocar o céu.
2-O amor é uma avenida de mão dupla, mas nas avenidas sempre tem muito trafego, nunca se sabe quem vai esbarrar em você no próximo minuto, mas vale a pena sempre se arriscar!
3- A minha liberdade não tem limites!!!
Eu volto a ser eu, a rir na rua olhando o céu, a ser elétrica, a beijar minhas flores, a dividir meu mel...

Perseverança.

Quantos passos te levam da cozinha até seu quarto? Dez? Quinze? Parece pouco não é? É fácil percorrer esse caminho várias vezes ao dia. Você já parou pra pensar a dificuldade que uma formiga tem ao percorrer esse caminho? Seria preciso mais de dez mil perninhas de uma formiga pra equivaler a uma perna sua. Mas uma formiga percorreria esse mesmo caminho várias vezes ao dia, se a casa dela fosse no seu quarto e a comida estivesse exposta na cozinha. Se o mundo fosse a nossa casa e nós fôssemos uma formiguinha, essa pequena distância seria, provavelmente, equivalente a distância da sua casa pro trabalho ou pra faculdade. Lugares que você vai uma vez ao dia e reclamando, pelo trânsito, pelo mal humor, stress...
O mundo parece grande pra você? Ele é mil vezes maior pra uma formiga! Esqueça seus problemas! Trilhe seus caminhos! Viva! Batalhe! E principalmente, nunca se perca do "seu formigueiro".

{Ele queria um texto de inseto, esse foi o melhor que saiu. rsrs}

domingo, 12 de dezembro de 2010

Egoís[a]mo[r] humano

O egoísmo do ser humano é tão grande que inventou o amor
Duas pessoas se conhecem e pensam que se pertencem,
O homem gosta de possuir!
Se compram, se mimam, trocam afagos...acabam em tapas.
Ciúmes é a prova maior de que o que me pertence não pode ser de ninguém
No fim se comprova que a vida de um, não é a vida do outro
São vidas separadas, se vive por si e não por outros!
Nada dura pra sempre!

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Guardado na memória 261 dias.

Pra que eu nunca esqueça o que ficou:



Doce é olhar esses lindos olhos negros me mostrando que o amor pode durar daqui a eternidade. Sentir seus braços e repousar no seu abraço seguro do resto do mundo, quando nada além do silêncio do que se sente importa.




"You know I love you so..."


Feito no dia 08.12.2010 por S.V




Bem mais que o tempo que nós perdemos

Mais de quinze dias depois eu resolvo responder seu e-mail...por onde começar?
Um dia eu tava na faculdade, pronta pra encher minha cara e esquecer algumas decepções que tive...nesse dia eu conheci um cara, mas ele era só mais um cara que eu ficaria e depois nem lembraria o nome. Passamos a tarde juntos e algo nele me fez perceber que não seria só um dia. Eu não amo esse rapaz, mas se um homem um dia conseguiu chegar perto disso esse homem foi ele. Corajoso ( não forte, há uma grande diferença entre essas duas palavras), doce e ao mesmo tempo amargo, experiente pra tantas coisas, criança pra outras. Carente, sem colo...amigo. Eu sonhei em viver alguns vários momentos com ele, ir a piscina no fim de semana, passar Natal, Ano novo, viajar...tomar café,jantar,almoçar...ter um filho, formar uma vida. Talvez eu tenha medo de um relacionamento com um homem, fazem 8 anos que vivo com mulheres. Quando você é hétero e se descobre gay, a cabeça dá uma volta de 360º, de repente você não é o que sua mãe esperava e nem ninguém da sua família...eu me acostumei com isso! Agora a cabeça dá outra volta de 360º, e como seria dormir e acordar ao lado de um cara? O que será que eu sou pra um homem? Será que sou tão boa como com mulheres? Tantas perguntas... Me dói te ver mal, me dói saber que entre tantas feridas uma delas quem provocou fui eu. Quando escrevi aquele post no blog eu pude sentir "nosso" filho dentro de mim, nada foi mentira.
Hoje eu passei o dia com Sol, nós conversamos muito e resolvemos que o melhor pra nós duas é seguir a nossa vida separadas... eu nunca vou poder jantar com a família dela, ou casar com ela. Mas eu fui feliz em todos os momentos e isso me fez aceitar... como eu te disse ontem o destino a Deus pertence...ele quis assim.
Eu sempre te dei opniões, mas nunca te pedi nada...hoje eu resolvi quebrar as minhas barreiras e me mudar e por isso eu vou te fazer um pedido: Não faça coisas que lhe fazem mal pra me esquecer...o tatame apaga meu rosto da sua mente enquanto você tá lá, quando você sai eu volto...então é uma prova que não vale a pena...nunca desconte em ninguém as suas raivas, as pessoas não são culpadas! Se fumar lhe prejudica, apague o cigarro da sua vida. Viva! Viva com o melhor que há em mim, não com o pior...eu sempre quis que as pessoas levassem consigo o melhor de mim, ver você levar o pior me magoa. Se você me ama, não me magoe!
E por fim, fique aqui, eu serei sempre seu porto seguro! Beijos ;*

domingo, 5 de dezembro de 2010

258.


Eu permito que você esqueça meu nome,
Minha idade, o som da minha voz...
Permito que você esqueça meu rosto
E a forma como olho pra ti.
Permito que esqueça as horas, as rugas...
Mas não permito que você esqueça
O quanto eu amo você
Mesmo que na sua memória eu não tenha rosto ou idade.



-NEOQEAV.

sábado, 4 de dezembro de 2010

Tente outra vez...


Você abre a porta e me olha, como eu poderia não lhe amar? Senta na minha cama, me abraça...sinto teus lábios tocarem os meus, dessa vez ambos ressecados, nosso corpo muda com a separação. Em nossos olhos é visível o nosso amor. Me conta sua vida no último mês, lhe conto a minha (momentos tristes sem você). Tua cabeça no meu peito, nossas mãos, nossas decepções... a intimidade que eu só tenho com você. Percebe que isso não se joga fora? São oito meses, lágrimas, risos, gemidos...um baralho de sentimentos! Não importa se são dez minutos ao dia, o que importa é a felicidade quando estamos juntos. Eu seria capaz de enfrentar o inferno por você, de largar minha liberdade e acordar todos os dias da minha vida ao seu lado. Seria capaz de lhe proteger da chuva, de largar meus vícios... Eu só não sou capaz de lhe ver partir porque junto parti o meu coração.

sábado, 27 de novembro de 2010

Família


Eu poderia fazer o jantar pra quando você chegasse do trabalho,
Poderia lavar os pratos,
Arrumar nossa cama,
Conversar sobre as coisas que te assustam durante o jantar.
Eu poderia acompanhar Nando Reis quando ele cantasse Luz dos Olhos
Enquanto você fizesse aquele olhar que só você sabe fazer.
Eu poderia colocar nosso filho pra dormir,
Te ver pentear os cabelos na frente do espelho.
Fazer amor com você no fim do dia como se fosse a primeira vez.
Eu poderia suportar as piores tempestades do mundo ao seu lado
E ainda assim eu seria feliz.
O que eu não posso suportar é a falta que você me faz,
São os beijos seus que divido com outros...

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Depressão

É a saudade, a falta,a dor...
Aí então eu me tranco no quarto e choro,
choro.
E vem aqueles pensamentos
que o mundo não pertence mais a mim
ou eu a ele.
Sinto de novo aquela vontade sombria de ir a morte por medo da vida.

sábado, 20 de novembro de 2010

As cartas que me mandam...

"NÃO ACEITO RESPOSTA, é uma conversa que você não participou. beijos meu anjo, se cuida bom FDS!
Fico me perguntando por que voce quis tanto da sua vida com alguens que nada tinham a te oferecer e tão pouco comigo..tola pergunta eu sei, mas eu queria conversar, mas você não tá aqui então eu falo e você só me escuta. Eu queria muito casar com você, tirar você daquela casa, compartilhar dos seus sonhos , viver seus sonhos, suas aventuras, ir até o fim do mundo se lá você quisseze tirar uma foto, ser a mãe de Sophia & Gabriel enfim que você fizesse parte pra sempre da minha vida.Participar da sua vida num quer dizer que eu não viva a minha, só quer dizer que eu acho que ela é bem proveitosa ao seu lado.
Mas como você já tá cansada de me dizer ' o amor não é tudo' aprendi que perto de você ele não é nada, é só como mais uma noite.
Não importa com quem eu venha a dormir, nunca vai ser você lá, vai ver isso justifique eu não ter coragem de encostar, nem de dormir.
Acho que a gente vai ser sempre como os filmes que a gente assiste, todo mundo se ama, tem a maior sintonia, mas resolve que é mais interessante ser feliz pra sempre sozinho.
Talvez realmente eu nunca seja do jeito que você queria, vou ter sempre um trilhão de defeitos que você nunca sonhou, mas meu amor por você é mais forte do que tudo que já existiu.

'eu queria andar do seu lado,não correr atrás de você
eu queria viver com você, não arrumar minha malas e ir embora
eu queria não querer, mas eu quero.


num fica triste, nem chateada, só queria conversar te amo minha bonequinha linda :/ "

Bom, eu não tive direito a respostas e isso pra mim é o mesmo que me arrancar os dedos. Mas eu quero guardar essas palavras (que na verdade foi um depoimento que uma pessoa que me ama muito mandou). "Você é a estrela do meu céu."

São 02:27 da madrugada e eu tô ligadona ainda... Tava por aqui fuçando os orkut's alheios e editando umas fotos, aí lembrei da razão da minha vida nos últimos dias: meu blog. Que tal contar para os meus amados seguidores que daqui há pouco eu vou ver Harry Potter e as reliquias da morte?! Gente, eu esperei horrores por esse filme! Mas enfim, não vou me estender muito, até porque nem tenho nenhuma crítica a fazer ainda. Vou só pôr umas fotos *-*









P.S: Um beijo enorme para os amores da minha vida: Dora,Karol e Glenda! O dia hoje foi maravilhoso =]

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

As cartas que eu não mando...


"-Acabou!"
É duro dizer isso, mas daqui não passa! Não há pontes para o outro lado, nem barcos que nos leve ao paraíso. É apenas isso, o fim!
O cara que eu conheci, é o cara que trai a namorada, a mulher que você conheceu é alguém que não sou eu.
Vivi o suficiente pra saber que eu não quero bocas e sexo, eu quero alguém, e não alguém que me engula em um beijo ou que fique 24hrs alerta pra saber se alguém está nos observando. Não quero dividir pessoas, nem me deitar com alguém pensando se ele deitou com outra antes de mim. Me dá nojo! Não quero um cara que me diga que poderia estar bebendo com os amigos na mesa de um bar, mas está comigo porque eu faço bem a ele. Não quero ser comparada a bebidas, não sou álcool, e nem me sinto importante por saber que sou melhor que a mesa de um bar.
Gosto do jeito como você alisa meus cabelos, e da forma como você fala das suas dores. Gosto das músicas que você canta, de andar de mãos dadas...Não gosto de palavrões, não suporto mentiras. Odeio invasões de privacidade. Amo Camões e a forma como você lembra de algumas poesias. Gosto do seu perfume.
Não me importa se você fuma, é uma escolha sua! O que me importa é o que respinga em mim, e nos últimos dias anda insuportável...os telefonemas, as mensagens, a forma louca como você me procura. Ouvir o nome da sua namorada me dá náusea. Eu acho que dois anos traindo alguém é algo digno de pena. Pena do traido e do traidor e nem me pergunte porque.
Sou difícil, sou dura, sou marrenta...tenho sentimentos! Não, eu não quero diversões amorosas, eu quero uma única pessoa que deite e acorde do meu lado. Que não seja meu escravo,mas sim meu companheiro. Pra estacionar ou andar lentamente eu prefiro parar por aqui! Não quero ferir ninguém, nem me magoar, sou calejada e cheia de cicatrizes...não estou a procura de mais.
"-Eu partiria um oceano por você." Pode ser verdade! Me fez pensar, me abalou...mas ultimamente eu ando em terra firme.
A única coisa que alguém precisar partir ou ultrapassar pra chegar até Mariana são as duras camadas de gelo que se formaram diante do coração dela!

Essa tal liberdade


O ruim de aproveitar a liberdade desse jeito
É que eu queria apenas um alguém pra viver comigo.
Alguém pra dividir os sonhos, a cama, os pratos do jantar,
Os risos, as lágrimas, as canções, as poesias...
Eu queria alguém que soubesse voar comigo!

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Once

Hoje não vamos falar de nada melodramático demais. Devo contar a vocês que sou viciada em filmes, tenho uma coleção que já vai em 205 dvd's originais. Há umas semanas atrás comprei o filme "Once", cuja tradução para o português é Apenas uma vez.
Estrelado por Glen Hansard e Markéta Irglová o longa conta a estória de um talentoso músico que ganha a vida com seu violão nas ruas de Dublin e ajuda o pai em uma loja de aspiradores de pó, e uma tcheca que anda pelas mesmas ruas vendendo rosas para sustentar sua família e tem como hobby o piano. O acaso faz com que eles se encontrem e a paixão pela música faz com que eles vivam uma experiência inesquecível. Então, dá pra perceber que o filme tem muitas canções, e muitas canções boas! Queria compartilhar com vocês uma delas:


video


Tradução:

Apaixonando Lentamente

Não te conheço
Mas te quero
Ainda mais por isso
As palavras me escapam
E sempre me enganam
E fico sem reação

E jogos que não
são mais do que parecem
Irão se encerrar sozinhos

Refrão:
Suba neste barco naufragante e guie-o pra casa
Ainda temos tempo
Eleve sua voz esperançosa você pôde escolher
Você fez sua escolha agora

Se apaixonado aos poucos, olhos que me conhecem
E não posso voltar atrás
Estados de espírito que me tomam e me apagam
E me deixam deprimido

Você já sofreu bastante
E brigou com si mesma
É hora de você ganhar de novo

terça-feira, 9 de novembro de 2010

A poesia do meu dia
São caras se masturbando na esquina
Enquanto você me diz palavras duras
Mas que saem com tanta delicadeza dos seus grandes lábios
E que mesmo assim perfuram até mesmo meus ossos.
A poesia do meu dia
São os beijos arrependidos,
Os encontros desagradáveis,
Os fantasmas que me atormentam.
A poesia do meu dia
São as mensagens e ligações que recebo o tempo todo
Dos que você chama de: meus fãs.
A poesia do meu dia são as músicas melodramáticas
Os filmes de Gus Van Sant.
As conversas ao telefone no banco de trás do ônibus,
O clichê mexicano, as traições, o dominó que se joga na esquina...
A poesia do meu dia é o banal, o carnal, o sem gosto.

domingo, 7 de novembro de 2010

Anjo lindo que um dia eu sonhei
Veio a terra juntar corações.
E eu de tão longe vim
Calejada, olhos fundos, mãos trêmulas...
Apenas pra te ver sorrir.
Larguei minhas malas cheias de ressentimento e ódio
Tirei as da sala...
E deixei os braços livres pra não ferir tuas asas.
Brilhante como a estrela da noite
No seu azul...
Olhos claros que clareiam o dia.
Assim és meu anjo!

Chorei pela primeira vez depois de semanas
Lágrimas de ácido
Caiam e iam rasgando minha pele.
Não por ler o que você escreve pra mim,
Não por eu ser um homem nos seus "sonhos"
Mas sim por ver como você se sente na sua vida.
A vida que eu tomei pra mim nesses meses
E larguei na esquina
Tornou-se pesada, suja...a sua culpa...a nossa vida.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Sabe aquele beijo? Aquele que você me deu ontem!?
Pois é, ele tá entalado na minha garganta.
O teu cheiro entranhado nas minhas roupas, na minha pele.
Na palma das minhas mãos é visivel a falta das tuas.
Mas não fale em amor, isso não nos cabe, não é o que sinto
Talvez seja vontade de devorar-te, não em carne e sim em alma.
Somos o imperfeito do par perfeito.
O meu destino é estrada,
Sou poeta de calçada
Um louco pela madrugada.
É isso que te chama atenção esse meu 'eu' boêmio, louco, amante...
Ou simplesmente tua alma foi prometida a minha pelo destino?


- Resgatei esse texto do meu antigo blog. Aos poucos vou trazendo as antigas postagens pra cá e colocando novas também. Agradeço os comentários e aos meus seguidores, é uma honra tê-los aqui!

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Eu não sei quanto de mim quer que você entre por essa porta
Porque o que está a frente daquele sentimento que eu tanto cultivei
É esse ser pequenininho que hoje eu vejo dormir com olhos doces.
Eu não sei que parte de mim quer que ela volte,
Ela que fechou a porta ainda agora, e me deixou tão marcada.
Eu sei quanto de mim me ama e essa parte é a maior do meu ser, do meu existir.

Eu sou forte, sempre fui!
Eu sempre quis apanhar e voltar a luta.
Fácil não é! Mas eu aprendi que nada é fácil!
E amar é a mais difícil de todas as tarefas!

Eu aprendi a viver, e de que adianta acabar um relacionamento e se trancar para o mundo?
A vida passa e não tem como voltar atrás,
Até as tatuagens são capazes de ser apagadas,
Os livros são facéis de ser queimados,
Mas a vida é uma única chance, uma única tentativa...
Pode parecer clichê mas não há tempo para ensaios!

Na bem da realidade quem vive até os 80,
Só viveu com fervor uns 50,
Porque idosos tem restrições e crianças mal sabem o que é "viver"
Desses 50, uns 35 são dedicados ao trabalho, aos estudos e àquelas chatices
Aquela velha história de que pra ser feliz é preciso ter uma vida confortável
Século XXI!
Sobram 15 anos de vida, cômico não?
Eu quero viver e quem quiser viver comigo, que seja bem-vindo
Quem não quiser: volte sempre!

segunda-feira, 1 de novembro de 2010


Eu te amo não é esparadrapo

não é analgésico

não diminui as dores, nem cura feridas.



domingo, 31 de outubro de 2010

Fazer poesia é fácil,
Difícil é fazer amor.
Fazer poesia é brincar com as palavras,
rimar,
dar som as letras.
E pra fazer amor?
A poesia vem com o vento
e pra tranbordá-la é necessário apenas
de um objeto capaz de escrever.
Escreve-se em papéis, livros, árvores, na areia da praia...
E pra fazer amor?
Faz-se amor na cama, na lama, na mesa, na sala, no chão...
Mas não falo desse amor...e sim daquele amor de alma para alma
Qual a receita para o amor?
Se não vem com o vento,
Se não trata-se apenas de rimar?

Se não há letras e nem lápis capaz de juntar corações?

Difícil é fazer amor!